Veja Também

Notícias

publicado em 24/06/2011

Comércio eletrônico registra deflação pelo terceiro mês, aponta FIA

Recentes

03

SET

publicado 03/09/2015
Grupo pretende dificultar a geração de receita de sites que comercializem produtos de origem desconhecida

01

SET

publicado 01/09/2015
Segundo especialista, a mudança de comportamento é reflexo da nova organização financeira dos brasileiros

01

SET

publicado 01/09/2015
Diretor de comunicação da camara-e.net, Gerson Rolim, é entrevistado pelo portal R7
News

SÃO PAULO - Os preços dos produtos vendidos em sites de comércio eletrônico registraram deflação de 1,5% em junho, segundo o índice e-Flation, calculado pelo Programa de Administração do Varejo (Provar), da Fundação Instituto de Administração (FIA). "Telefonia e Celulares", "CDs e DVDs" e "Informática" foram as categorias com maior recuo. O índice, feito em parceria com a Felisoni Consultores Associados, registrou em junho a terceira queda consecutiva. Em maio, a taxa ficou negativa em 0,8% e, em abril, em 1,5%. As categorias que registraram deflação no mês foram: "Telefonia e celulares" (3,0%), "CDs e DVDs" (2,9%), "Informática" (2,5%), "Eletroeletrônicos" (2,2%), "Cine e fotos" (2,1%), "Eletroportáteis" (1,1%), "Livros" (0,7%), "Brinquedos" (0,5%) e Medicamentos" (2,3%). Duas categorias apresentaram inflação: "Linha Branca" (0,4%) e "Perfumes e cosméticos" (1,2%). "A leve redução do consumo e a concorrência acirrada existente em sites de e-commerce, por conta da facilidade de pesquisa são os fatores responsáveis por essa contínua deflação", afirmou Cláudio Felisoni de Angelo, coordenador-geral do Provar. Por Karen Camacho Fonte: UOL

comments powered by Disqus
Nossos Associados
Associe-se

Conheça as vantagens de ser nosso associado.

Camaranet todos os direitos reservados - 2013