Veja Também

Notícias

publicado em 30/06/2011

Bradesco pretende acabar com o papel

Recentes

03

MAI

publicado 03/05/2016
Depois de mandar prender o vice-presidente do Facebook, o juiz Marcel Maia Montalvão, da vara criminal de Lagarto, em Sergipe, voltou a disparar contra o WhatsApp ao determinar mais uma suspensão do serviço, desta vez por 72 horas, em todo o Brasil.

02

MAI

publicado 02/05/2016
Leonardo Palhares, vice-presidente de Estratégias da entidade, diz que a medida fere o artigo 9 do MC sobre a neutralidade da rede

02

MAI

publicado 02/05/2016
Frequentemente, a camara-e.net é consultada e entrevistada por jornalistas sobre os mais diversos assuntos relacionados à Economia Digital. Abaixo, você confere a participação da entidade nos principais veículos de comunicação.
News

O banco Bradesco possui um orçamento de R$ 4,2 bilhões este ano para área de TI. Somente com o projeto da Nova Arquitetura, serão consumidos R$ 400 milhões. Outro projeto dentro desse orçamento de TI é projeto de gestão corporativa de conteúdo. Esse projeto vem sendo conduzido já há algum tempo, e está intimamente ligado com a questão da imagem dos cheques. O banco tinha um projeto de captura de imagens de cheques já implementado, em que o cliente podia acessar o cheque que emitido e pago de sua casa, via Internet, vendo a frente e o verso do cheque, etc. Como subproduto, internamente o banco já podia fazer conferências automáticas a formalística dos cheques, isso antes da compensação por imagem. Com a chegada do projeto de compensação por imagem do Banco do Brasil, o Bradesco teve que desenvolver novas aplicações. O banco vai gerar a captura de imagem de todo e qualquer documento e vai substituir todo o armazenamento e guarda de papéis que é feito em caixas, com sistemas de manuseio, pesquisa e localização. Atendimento da rede ou em órgãos públicos que necessitam de um papel, de um documento, instrução em processos judiciais serão automatizados. “O papel vai ser dispensável no futuro. O investimento só neste projeto, é de R$ 72 milhões. Diferentemente de alguns bancos, estamos fazendo a captura na ponta, na rede de agências. E o cheque vai morrer na agência em que foi depositado”, observa VP Executivo do banco, Laércio Albino Cezar Fonte:  Executivos Financeiros

comments powered by Disqus
Nossos Associados
Associe-se

Conheça as vantagens de ser nosso associado.

Camaranet todos os direitos reservados - 2013