Veja Também

Notícias

publicado em 22/08/2013

Comércio Eletrônico movimenta R$ 12,74 bilhões no primeiro semestre

Recentes

28

SET

publicado 28/09/2017
Iniciativa da camara-e.net oferece 150 vagas a interessados em vender produtos e serviços pela internet

31

AGO

publicado 31/08/2017
Maceió (AL) recebe curso gratuito sobre como abrir uma loja virtual de sucesso

30

AGO

publicado 30/08/2017
News

O comércio eletrônico brasileiro movimentou no primeiro semestre R$ 12,74 bilhões e deve fechar o ano com um faturamento de R$ 28 bilhões. Esses são os números da 28a edição do relatório WebShoopers, apresentado nesta quarta-feira, 21/8, pela E-bit, empresa especializada em informações sobre o e-commerce. Os dados baseiam-se em levantamentos feitos entre 1o de janeiro e 30 de junho de 2013 e apontam um crescimento de 24% em relação ao mesmo período de 2012. O relatório também mostra que foram feitos 35,54 milhões de pedidos via internet, número 20% maior do que o registrado no ano anterior. O valor do tíquete médio das compras também cresceu 4%, situando-se em R$ 359,49. Pedro Guasti, diretor geral da E-bit, atribui a boa fase do comércio eletrônico à postura dos consumidores brasileiros diante do baixo desempenho e do ambiente instável da economia brasileira. “Eles tendem a ficar mais cuidadosos e exigentes nesses momentos. Dessa forma, são atraídos pelas vantagens do setor, como preços mais baixos, facilidade e prazos de pagamento mais elásticos.” No ranking de produtos mais vendidos pela internet, consolida-se no topo a categoria “Moda e Assessórios”, com 13,7%. Em segundo lugar, está a categoria “Eletrodomésticos”, com 12,3%, seguida por “Cosméticos e Perfumaria/Cuidados Pessoais/Saúde”, com 12,2%, “Informática”, com 9%, e “Livros, Assinaturas e Revistas, com 8,9%. No período analisado, 3,98 milhões de pessoas fizeram sua primeira compra online, o que resulta em um total de 46,16 milhões que já fizeram pelo menos um pedido pela internet. As mulheres representam o maior público dos novos e-consumidores. Elas totalizam 55%. E a maioria delas, 67%, se enquadra na faixa etária entre 25 e 49 anos. Quando se observa os itens renda familiar e escolaridade, nota-se uma forte presença da classe C entre os novos consumidores, sendo que 58,62% tem renda até R$ 3 mil e 46% possuem ensino fundamental e médio. A estimativa é que, até o final do ano, 8,9 milhões de novos compradores utilizem o comércio eletrônico. Se isto se confirmar, serão 51 milhões de consumidores que fizeram ao menos um pedido online. Entre os principais motivos que levam o consumidor a comprar pela internet, estão os fatores que permitem economizar, como a oferta de frete grátis. A E-bit apurou em pesquisa especial que 58% das pessoas comprariam mais pela internet se houvesse maior disponibilidade de entrega gratuita. A versão completa da 28a Edição do WebShoppers está disponível gratuitamente para download no site www.webshoppers.com.br . Fonte: dados extraídos do relatório divulgado pela E-bit

comments powered by Disqus
Nossos
Selos
Clique Valide
Nossos Associados
Associe-se

Conheça as vantagens de ser nosso associado.

Câmara Brasileira da Economia Digital (camara-e.net) | CNPJ: 04.481.317/0001-48
Edifício Paulista - Av. Paulista, 2202. 7º andar. Conjunto 73, CEP 01310-300 - Consolação – São Paulo/SP
Contato: (11) 3237-1102 | E-mail: info@camara-e.net
Camaranet todos os direitos reservados - 2013